6 dicas para criar a trilha sonora ideal para a sua obra!

Texto oferecido por

Logo Mackie

A trilha sonora é muito importante para a produção audiovisual pois, querendo ou não, é ela que vai fazer com que aquela cena do filme chame a atenção, tanto emocionalmente, quanto entusiasticamente.

Deve-se entender exatamente qual é a mensagem ideal para se aplicar ao seu vídeo, pois muitas vezes a trilha sonora tem um caráter decisivo para a sua obra audiovisual. Quem nunca ouviu My Heart Will Go On, da Celine Dion e não lembrou da cena do filme Titanic? Ou mesmo a música tema da obra Harry Potter, feita pelo compositor John Williams?

Lucas Petti, profissional dessa área de som, diz que seu trabalho é semelhante ao do editor de vídeo, no sentido de estabelecer um ritmo e também permitir que o espectador “respire”. “Hoje em dia, eu também não vejo muita diferença em relação aos músicos, porque praticamente todos produzem trabalhos relacionados a vídeos, criação de imagens e identidades.”, compara Petti.

  • Dito isso, separamos para você, as 6 principais dicas para se fazer uma boa trilha sonora:

1 – Pense através do clima estabelecido pela obra

Inicie o seu processo de criação através do clima estabelecido pela obra audiovisual. É crucial pensar por meio da montagem feita pelo editor e a situação em que a cena se encontra. Você pode analisar os motivos da existência daquela determinada cena, para imaginar qual o ritmo a trilha deve ter.

2 – Defina o público de sua obra

Ao saber o público ideal de sua obra, isso torna o trabalho de criação mais prático e prazeroso, dando um pontapé na hora de produzir a trilha.

3 –  Respeite os direitos autorais para que não haja problemas com sua obra

É essencial respeitar as leis de direitos autorais de som, pois sem as devidas autorizações você pode acabar tendo que enfrentar um processo judicial.  Além de que isso pode invalidar a obra audiovisual, na qual você está trabalhando.

4 – Conheça bibliotecas de trilhas:

Há boas opções para você baixar trilhas gratuitamente na internet. Para aqueles que irão compor trilha, é interessante pesquisar e se inspirar em trilhas já disponíveis. Existem bibliotecas como: Youtube Audio Library; Dig CCMixer; UPSOUND; Free Music Archive; Facebook Sound Collection e Bensound.

5 – Use softwares práticos para garantir um bom resultado no som

Há cada vez mais tipos de aplicativos e softwares diferentes para te auxiliar na composição e edição do seu conteúdo. Programas como o Adobe Audition ou o Pro Tools ajudam a compor sua trilha de uma maneira mais profissional.

Mas se você está começando na área e procura algo para um público mais leigo, existem também: o Garage Band, um aplicativo que simula vários instrumentos, como piano, guitarra, baixo e bateria (disponível para Iphone e Ipad); O Amplitube, um simulador com efeitos para guitarra e baixo (disponível para Android); O Sampletank, que tem a mesma função do Amplitube, mas está disponível apenas para Iphone e Ipad; O Guitar Solo Lite, para quem quer tocar violão e guitarra no celular (disponível para Android)

6 – Pesquise equipamentos acessíveis e de qualidade para o seu estúdio

Se você já é um profissional que trabalha há algum tempo e tem o seu próprio estúdio, mas ao mesmo tempo procura preços mais acessíveis, pesquise bem antes de comprá-los. No caso de monitores, por exemplo, a nossa dica hoje são os monitores da série MR da Mackie! O MR524 entrega clareza e precisão acústica na hora da criação para o músico/trilheiro/mixador. Vale a pena conferir: goo.gl/WYB9QM

Trilhas preferidas do compositor Lucas Petti, para você se inspirar:

– “Requiem para um Sonho”, de Clint Mansell.

– “Porgy and Bess”, de George Gershwin.

Tags:
1 Comentário
  1. Eliasdavid 5 meses atrás

    as dicas sao,boas,valeu

Envie uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VAV AudioVisual - Todos os direitos reservados.

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?